segunda-feira, 14 de junho de 2010

Como os pacientes são prejudicados na busca pelo lucro

"A ocultação do conhecimento é a arma usada rotineiramente pela indústria para não revelar resultados de testes clínicos com resultados negativos. O resultado, muitas vezes, é a morte do paciente."

Longe de ser novidade, questões éticas e a competição de interesse no trabalho e em pesquisas são recorrentes no dia-a-dia da atenção a saúde das pessoas. Afinal, quem não percebe o cabo de guerra da prescrição orientada pela indústria farmacêutica contra a indicação dos demais recursos terapêuticos não halopáticos, mesmo com o suporte das evidências, por exemplo?

Pela complexidade do tema, pela qualidade do artigo e relevância do mesmo na área da saúde, recomendo o acesso ao artigo “Arquivos Secretos da Medicina: como os pacientes são prejudicados na busca pelo lucro”.

São comentários sobre o artigo "Reporting bias in medical researche - a narrative review", publicado no Jornal Trials (Fator de Impacto = 1.743 ).  Se preferir o artigo original, acesse aqui .

Vale o alerta de que uma adequada prática clínica baseada em evidências visa minimizar viéses, inclusive econômicos, e as questões levantadas no artigo devem ser analisadas sob uma ótica de como os aspectos globais da saúde (visando benefícios individuais) afetam nossas práticas locais, e algumas vezes podem nos influenciar a fazer opções terapêuticas que nem sempre são as melhores para os pacientes.

Recomendo considerar na reflexão não apenas a medicina, mas todas as áreas da saúde na interpretação deste texto, pois é uma narrativa sobre ética, provas científicas e acesso a informação, temas comuns a todas as profissões da saúde.

Arquivos Secretos da Medicina: como os pacientes são prejudicados na busca pelo lucro
Por: Dra. Anna-Sabine Ernst – IQWiG
Fonte: Diário da Saúde
 

"Ninguém sabe quantas vidas de mães e bebês foram salvos pelo fórceps obstétrico. Esse dispositivo tem sido parte do equipamento padrão de todas as maternidades há cerca de 250 anos. Entretanto, paira uma sombra sobre essa história de sucesso: depois que os irmãos Chamberlen desenvolveram o fórceps, no início do século 17, eles e seus descendentes usaram-no por 3 gerações, mas o mantiveram em total segredo dos outros médicos. Ao mesmo tempo em que, graças ao fórceps, a família Chamberlen se tornava rica e famosa, mães e bebês continuaram morrendo no resto do mundo, porque era como se o fórceps ainda não existisse, já que ele não estava disponível em nenhum outro lugar.
 

Segredos na Medicina
 

A história do fórceps obstétrico é um dos mais antigos exemplos documentados mostrando quais são as conseqüências que o segredo pode ter na medicina. Mas está longe de ser o único.
Continua aqui ...

2 comentários:

Dani Souto disse...

Esse assunto é muito delicado.

E é importante frisar que a Fisioterapia, em muitos casos, prejudica pacientes em busca do lucro.

Lázaro Juliano Teixeira disse...

De fato Dani. Como disse, não apenas a medicina mas todas as profissões da saúde estão predispostas a este problema!
Obrigado pela visita e pelo comentário.
Um abraço